1. COJUBIM

A cidade de Cojubim, localizada no centro-oeste do Estado de Rondônia, possui 3.863,94 km² em sua unidade territorial. O município de Cujubim foi criado em 22 de junho de 1994, através da Lei nº 568, com áreas desmembradas dos municípios de Rio Crespo e Jamari. O nome da cidade é referenciado em uma ave da fauna amazônica também conhecida jacu-verdadeiro, cujubi-de-barbela-azul-e-vermelha, cujubim, cajubim, cajubi e também como jacutinga, nome dado à outra ave do gênero que vive na Mata Atlântica, conforme informações de vários pesquisadores brasileiros que estudam aves no país

2. PORTO VELHO

A capital de Rondônia, Porto Velho, tem uma base territorial de 30.090,95 km² e está situada na margem à leste do Rio Madeira. A sua história guarda profunda ligação, no começo do século passado, com projetos de expansão do território nacional e está ligada à construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. A região foi grande produtora de borracha exportada para os continentes europeu e americano. Começava assim o processo de migração, extração de matéria prima, incentivos governamentais de acesso à terra e as atividades econômicas voltadas para agricultura familiar, pecuária, comércio e setores de serviços. Posteriormente, foi implantada a extração de cassiterita e as construções usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau no Rio Madeira.  O potencial hídrico local, este bem público e estratégico, é outra fonte de recursos e exploração.

3. SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ

O município de São Francisco do Guaporé possui uma unidade territorial 11002,55 km² e está localizado na Microrregião do Guajará-Mirim e na Mesorregião do Madeira Guaporé, no Vale do Guaporé. O rio Guaporé, conhecido na Bolívia como rio Iténez, é um curso de água da bacia do rio Amazonas, no Brasil e na Bolívia, além de banhar estados de Mato Grosso e de Rondônia.

©2020 por Projeto Rede Amazônia.