Pesquisadores debatem Central de Inovação Tecnológica no Encontro de Regularização Fundiária Urbana


A Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará (CRF-UFPA) e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) do Governo do Estado do Pará apresentam, nesta quarta-feira (18), a Central de Inovação Tecnológica do Projeto Meu Endereço: lugar de paz segurança social, desenvolvido em parceria com a Comissão de Regularização Fundiária da UFPA. A apresentação será feita pelo titular da Sectet, Carlos Maneschy e pela coordenadora do Meu Endereço, Myrian Cardoso, às 10h, pela plataforma Google Meet, durante o IV Encontro de Regularização Fundiária da Região Norte e o 2º Ciclo de Oficinas Programa Rede Amazônia.

A Central de Inovação Tecnológica do Meu Endereço é uma plataforma tecnológica de assistência técnica multiprofissional que confecciona peças técnicas de identificação e localização de imóveis. Carlos Maneschy destaca a importância do projeto Meu Endereço, desenvolvido nos bairros alcançados pelo programa Territórios Pela Paz (TerPaz), para a superação de conflitos fundiários e socioambientais urbanos.

Myrian Cardoso ressalta a parceria com a Sectet iniciada em 2019 com ações nos bairros do Guamá, Jurunas, Terra Firme, Benguí e Cabanagem, em Belém; Icuí, em Ananindeua, e Nova União, em Marituba. “A caminhada é extremamente produtiva e a apresentação da Central é a confirmação desse compromisso público do Estado e da UFPA para o fortalecimento do Programa Territórios Pela Paz”, frisa Myrian.

A coordenadora explica que a Central sistematiza as informações coletadas em campo por meio do aplicativo Sistema de Apoio à Regularização Fundiária e Conformidade Socioambiental Urbana (Sarfcon) para gerar o Kit “Meu Endereço Certo”, que é composto pela planta de localização georreferenciada do imóvel, planta das dimensões do lote e memorial descritivo; parecer das condições construtivas e segurança estrutural; parecer de avaliação imobiliária; recomendação a programas sociais e guia de encaminhamento à regularização.

O IV Encontro Regularização Fundiária da Região Norte teve início nesta segunda-feira (16) e segue até sexta-feira (20). Realizado em plataformas digitais, o evento tem o objetivo de promover o compartilhamento das práticas desenvolvidas pela UFPA ao longo dos últimos anos e traçar um panorama sobre os limites, desafios e perspectivas para 2021 no universo da regularização urbana e a superação dos conflitos socioambientais na Amazônia Legal.

Myrian enfatiza que a experiência construída em parceria com a Sectet será debatida com os pesquisadores de dez universidades da Região Norte e a meta é expandir a experiência para os nove estados que compõem a Amazônia Legal onde se desenvolve o Programa Rede Amazônia, uma parceria da CRF-UFPA com o Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR). “Os avanços alcançados nos sete bairros da Região Metropolitana de Belém (RMB) serão compartilhados e aplicados no Programa Rede Amazônia, que atua em 78 glebas existentes em 52 cidades amazônicas, que possuem 13.749 hectares, onde residem 530.231 mil pessoas em mais de 152.852 mil moradias. Vamos trabalhar a adesão dos demais parceiros da Rede Amazônia à Central de Central de Inovação Tecnológica”, antecipa a coordenadora.


Texto: Kid Reis- Ascom-CRF-UFPA e Jennifer Galvão (Sectet)


0 visualização0 comentário