I Fórum Estadual da Rede Amazônia-Pará abre amanhã, 23 de fevereiro.


O vice-reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Gilmar Pereira da Silva, abre nesta terça-feira, 23 de fevereiro, às 10 horas, pela plataforma do Google Mett, I Fórum Estadual da Rede Amazônia-Pará, cujo objetivo é debater as Boas práticas em regularização fundiária e prevenção de conflitos socioambientais, habitacionais e sanitários no território da Amazônia paraense.

Participam da mesa Lucélia Cavalcante, vice-reitora da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Marlene Alvino, Presidente da Comissão de Regularização Fundiária da UFPA (CRF-UFPA), André Montenegro, Coordenador Geral dos Projetos da CRF-UFPA, e os professores Gabriel Outeiro, Elaine Angelim e Renato das Neves, integrantes do Programa Morar, Conviver e Preservar (Rede Amazônia) no Estado do Pará.

O Fórum envolve, ainda, a presença de autoridades públicas do Governo do Estado do Pará, prefeitos municipais, pesquisadores, gestores de organizações não governamentais, representações da sociedade civil, dos movimentos populares e de universitários das instituições federais de ensino.

No Estado do Pará, segundo Renato das Neves, engenheiro do Instituto de Tecnologia da UFPA (ITEC-UFPA) e pesquisador da Rede Amazônia, o Programa está voltado para debater a realidade fundiária e socioambiental das cidades de Vitória do Xingu, Placas, Pacajá, Anapu, Jacareacanga, Juruti, Oriximiná, Cachoeira do Piriá, Irituia, Novo Progresso, Paragominas, Pau D´arco, Sapucaia, Tucumã, Trairão, São Sebastião da Boa Vista, Santarém, Nova Esperança do Piriá e Ipixuna do Pará.


Texto e foto: Kid Reis – Ascom-CRF-UFPA


19 visualizações0 comentário

©2020 por Projeto Rede Amazônia.