Especialização debate geoprocessamento e sensoriamento remoto como ferramentas de gestão territorial


A partir do próximo dia 6 até 14 de agosto, o professor Daniel Sombra Soares, doutor em Geografia pela Universidade Federal do Pará, ministrará a disciplina Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto no Curso de Especialização em Tecnologias Aplicadas à Regularização Fundiária e Prevenção de Conflitos Socioambientais, Habitacionais e Sanitários. Daniel Sombra atuou como Coordenador do Laboratório de Análise Cartográfica Ambiental e Representação Cartográfica do Núcleo de Meio Ambiente da Universidade Federal do Pará (NUMA/UFPA), até junho de 2021, e substituirá a professora Ponciana Freira que, em virtude de licença saúde, não poderá continuar no curso.

Na ementa do curso, os futuros especialistas terão acesso a conteúdos introdutórios sobre cartografia e seus conceitos básicos, ciência da geoinformação, geoprocessamento e sensoriamento remoto. Daniel Sombra antecipa que serão tratados no curso, ainda, a cartografia aplicada ao geoprocessamento, assim como o detalhamento sobre sensores remotos, satélites, estrutura e formas de aplicação dos Sistemas de Informações Geográficas (SIG’s).

No curso também haverá diálogos sobre as técnicas de sensoriamento remoto, o posicionamento do Sistema de Posicionamento Global (GPS) e a sua relação com o Sistema de Informações Geográficas (SIG), além da interpretação e classificação de imagens para a construção de mapas cartográficos. “O uso das tecnologias sociais construiu novas linguagens e leituras dos processos de aprendizagem sobre o território, seja ele local ou global. Um projeto cartográfico resulta de uma escrita gráfica nos princípios geográficos e tem a sua base no tripé da geografia, cartografia e geoinformação”, assinala Sombra.

O professor acrescenta que “esta cartografia digital é um avanço social e quando aplicada à regularização fundiária e à prevenção de conflitos socioambientais, fundamenta-se em novos procedimentos técnicos e metodológicos para o ordenamento e a gestão do espaço na Amazônia Legal, além de ser uma ferramenta importante para o trabalho dos futuros especialistas do NAEA/CRF-UFPA”, sinaliza.

Daniel Sombra informa, ainda, que a avaliação da disciplina será dividida em dois momentos, ou seja, uma avaliação teórica, através do aplicativo Google Forms pertinente aos conteúdos de cunho teórico do curso e a apresentação de certificados de dois cursos online abertos na plataforma Sapium, pertinente aos conteúdos de cunho prático, os quais serão efetuados durante a disciplina com o acompanhamento do docente.


Texto: Kid Reis - Ascom – CRF-UFPA

Foto: Arquivo CRF-UFPA

9 visualizações0 comentário