A cidade Porto Acre, conforme dados divulgados pela Prefeitura Municipal, foi ocupada historicamente por imigrantes nordestinos no século XIX e tendo como o mundo do trabalho voltado para a extração da borracha. O município de Porto Acre apresenta-se no contexto histórico do estado como marco na luta pela independência da população local. Foi fundada em 3 de janeiro de 1899 pelo Ministro Plenipotenciário José Paravicini, sob a égide do Presidente da República da Bolívia, com o nome de Puerto Alonso. Dados da prefeitura revelam que com a expulsão dos bolivianos e a proclamação, por Galvez, da República do Acre, passa a ser sede do governo e denominar-se Porto Acre. Com a deposição e prisão de Galvez, por ordem do Presidente do Brasil, Campos Sales, retornam os bolivianos e a cidade volta a ser Puerto Alonso. Uma luta pela domínio da terra e as suas riquezas.

Em 24 de janeiro de 1903, com a rendição das tropas bolivianas, após uma sucessão de vitórias
acreanas, Plácido de Castro ocupa definitivamente o povoado que passa a denominar-se Cidade do Acre, depois Porto Acre. A sua formação administrativa e marcada por divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937, figura no município de Rio Branco o distrito de Porto Acre. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-7-1960. Elevado à categoria de município com a denominação de Porto Acre, pela Lei Estadual n.º 1.030, de 28-04-1992, alterado em seus limites, pela Lei Estadual n.º 1.065, de 09-12-1992, desmembrado de Rio Branco, sede no antigo distrito de Porto Acre. Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Dados do IBGE, em 2020, revelam uma população estimada em 18.824 pessoas. Em 2010, no último censo, atingia 14.880 habitantes e a densidade demográfica, neste período, era de 5,71 habitantes por quilômetro quadrado. O principal acesso ao município é por via terrestre, pela rodovia estadual AC 010, que liga a capital Rio Branco à sede do município, num trajeto de cerca de 58 quilômetros. Outro meio de chegar à sede
do município é por meio fluvial, pelo Rio Acre, que corta o município. Dados da Prefeitura Municipal de Porto Acre, em agosto de 2021, revelam que a economia está baseada no extrativismo vegetal da borracha, beneficiamento da castanha e madeira, pecuária em pequena escala, produtos hortifrutigranjeiros e o comércio em geral, entre outros setores. Porto Acre limita-se ao norte, com o estado do Amazonas; ao sul, com os municípios de Bujari e Rio Branco;  a leste, com os municípios de Rio Branco e Senador Guiomard e a oeste, com o município de Bujari. Conforme IBGE/2018, o Produto Interno Bruto (PIB) alcançava R$ 12.855,64.

Em relação ao trabalho e ao rendimento, em 2019, pelos dados do Instituto, o salário médio mensal era de 1.9 salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 5.2%. Na comparação com os outros municípios do estado, ocupava as posições 7 de 22 e 15 de 22, respectivamente. Já na comparação com cidades do país todo, ficava na posição 2553 de 5570 e 5198 de 5570, respectivamente. Considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa, tinha 48.3% da população nessas condições, o que o colocava na posição 6 de 22 dentre as cidades do estado e na posição 1682 de 5570 dentre as cidades do Brasil.
Na educação, pelos dados do IBGE/2010, a taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade atingia 90,4%. Em 2020, o ensino fundamental possuía 3.462 matrículas e151 docentes. Ainda em 2020, no ensino médio, no mesmo período, possuía 835 alunos e 58 docentes. O município possuía 28 escolas de ensino fundamental e nove escolas de ensino médio. A população local é majoritariamente católica apostólica romana, seguida pela evangélica e espírita.

Em relação à saúde, os dados do IBGE/2019 revelam que a mortalidade infantil atingia 7,92 óbitos por
mil nascidos vivos. Não consta nos dados do IBGE as internações por diarreia (2016), bem como o número de estabelecimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) em 2009. O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, conforme dados do IBGE/2010, é de 0,576 e analisa três dimensões do desenvolvimento humano: longevidade, educação e renda. O índice varia de 0 a 1 e quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano local.

Em relação ao território e ambiente, a cidade apresenta 11.5% de domicílios com esgotamento sanitário adequado (IBGE/2010). Segundo o instituto, neste mesmo ano, 11.7% de domicílios urbanos em vias públicas tinham arborização e 0.2% de domicílios urbanos em vias públicas com urbanização adequada (presença de bueiro, calçada, pavimentação e meio-fio). Quando comparado com os outros municípios do estado, fica na posição 13 de 22, 14 de 22 e 20 de 22, respectivamente. Já quando comparado a outras cidades do Brasil, sua posição é 4247 de 5570, 5343 de 5570 e 4738 de 5570, respectivamente. A Prefeitura de Porto Acre está localizada Avenida Chicó Rabelo nº 56, Centro, AC-10 K M 60.

O telefone para contato é  (68)  3233.1188. O e-mail é pmpagabinete@gmail.com, conforme dados coletados no site do poder público em agosto de 2021.